Aki passaram...

15/05/08

Da melhor discussão... nasce a solução

Para completar o teste de avaliação sobre os parâmetros da água, propõe-se que os grupos constituídos cheguem a boas respostas para as questões que aqui se colocam.

Situação 1
A Tatiana resolveu trazer água recolhida pelo desumidificador lá de casa para poder determinar a sua dureza. Ficou admirada quando verificou que após a adição de mais de 50 mL de EDTA (dissódico) o negro de eriocrómio-T ainda não tinha mudado de cor. Afinal parecia que o método escolhido não funcionava. Explique o que sucedeu.

Situação 2
Uma aluna do 8ºAno considera que existem poucas análises feitas à água do concelho.
Indique-lhe a classificação de diversos tipos de águas (4 exemplos de classificação) e apresente alguns dos problemas mais comuns da qualidade das águas do concelho.

Situação 3
A Patrícia analisou uma água de um tanque e o Rui determinou esses mesmos parâmetros para a água de uma fonte.
Quer o teor em cloretos, quer a concentração de oxigénio dissolvido são muito diferentes. A dureza da água era semelhante, mas reduzida.
Encontre explicações para os resultados das análises efectuadas.


Cada grupo deve responder na forma de comentário a esta mensagem.
Cada melhor resposta terá um bónus de 1,0 valores na classificação do teste.

17 comentários:

Rui Cruz e João Rodrigues disse...

Situação 1

O método escolhido não funcionou, pois a água do desumidificador é água destilada, logo não se regista à partida a presença de cloretos na água, daí que o negro de eriocrómio - T não tenha mudado de cor uma vez que este se combina com iões metálicos para formar iões complexos fracos.
A água destilada é obtida através de uma condensação do vapor de água, este processo ocorre no interior do desumidificador.

Joana A. e Patrícia disse...

Situação 3


esta situação verifica-se porque a amostra da água do tanque está parada e tem uma quantidade apreciavel de cloretos, o mesmo acontece com a água da fonte. na água proveniente da fonte a concentração de oxigénio é mais elevada do que a água do tanque. já a dureza varia de local para local, em geral as águas superficiais sao mais macias que as subterraneas.

Rui Cruz e João Rodrigues disse...

Situação 2
Como exemplos de classificação dos diversos tipos de água temos águas: A1, A2, A3 e A>3.
Os problemas mais comuns de qualidade de água no concelho da Chamusca são, os elevados níveis de fosfatos e nitratos, devido à agricultura, o arsénio, especificamente numa das freguesias do concelho (Parreira), devido à problemas nos furos de captação e problemas com o ferro e o pH, devido às caracteristicas do solo do concelho.

Joana A. e Patrícia disse...

Situação 2

as águas são classificadas como: A1; A2; A3 e > a A3.


os principais problemas com a água no concelho da chamusca sao os seguintes:
a escassez da água;
má gestão da água;
poluição da água, atraves do uso de fertilizantes no solo;
valores anormais de arsénio(relacionado com as características hidrogeológicas dos solos) na rede pública;(Os principais sintomas de envenenamento por arsénio são náuseas, vómitos, diarreia, dores musculares, pulso fraco e coma e a ingestão frequente do mesmo pode desencadear vários tipos de cancro).

Diogo e Luís disse...

O negro de eriocrómio-T não mudou de côr, pois o desumidificador tem a capacidade de retirar o calcio à água que por ele passa(atrvés de filtros interiores), assim a água é água descalcificada(não possui cálcio), ou seja já não possui os iões que poderiam reagir com o EDTA, não sendo assim possivel a mudança de côr do negro de eriocrómio-T.
Resumindo:O negro de eriocrómio-T é um indicador que muda de côr quando o EDTA entra em contacto com os iões cálcio de uma solução, mas como esta água já não possui cálcio, não possui iões que rejam com o EDTA, logo o negro de eriocrómio-T nunca altera a sua côr nesta situação.
Luís e Diogo

Joana A. e Patrícia disse...

Situação 1

esta situação aconteceu porque a água do desumificador não continha caracteristicas da dureza, por isso nao houve alteração da cor. Esta água nao tinha a presença de catiões causadores da mesma, como por exemplo cálcio, magnésio, estrôncio, ferro e manganésio, que estão associados a varios tipos de aniões considerados importantes.

Rui Cruz e João Rodrigues disse...

Situação 3
Na água da Patricia (Tanque)havia uma maior taxa de teor de poluentes dado que se trata de uma água parada e por isso com elevado número de organismos e que não sofreu qualquer tipo de tratamento,presume-se então que esta tenha uma carência de oxigénio dissolvido muito maior tal como uma maior concentração de cloretos. Enquanto que a água do Rui(Fonte)apresenta níveis baixos de carência de oxigénio dissolvido e de cloretos pois presume-se que esta fonte sirva para abastecimento público, e por isso tem que cumprir os parâmetros definidos por lei.
Quanto à dureza da água esta era semelhante dado que a água provém da mesma região que partilha as mesmas caracteristicas do solo.

Sapo disse...

A água dura é água com elevado conteúdo mineral.

Tipos de aguas em relação a dureza
Dureza (mg CaCO3/l) Grau de dureza
0-75 Macia
75-150 Moderada
150-300 Dura
>300 Muito Dura

Problemas com as águas duras:
 Causa calcinação nas tubagens;
 Menor duração dos metais sanitários;
Água mais turva;
Nas construções, pode alterar a qualidade do betão e de outras massas;
Dificuldade de uma água em dissolver (fazer espuma) sabão pelo efeito do cálcio;
Problemas renais;

Luis & Diogo

Luis e diogo disse...

Pois a água de um tanque está mais sujeita ao aparecimento de bactérias e outros microorganismos que consomem o oxigénio devido à sua maior exposição enquanto a água da torneira requer maior segurança e menor exposição, sendo que para além disso esta também sofre tratamentos prévios que evitam o aparecimento destes organismos, para além disto a água do tanque também possui mais matéria que vai sofrer oxidação ao longo do tempo, o que também consome e retira o oxigénio da água.Quanto aos cloretos devem-se à falta de cuidados a nível de higiéne que é muito mais evidente num tanque, sendo que até pequenos dejectos influenciam este valor.

Planeta Hídrico disse...

Situação 1
A água de um desumificador não contem iões que provoquem a dureza da água (Ca2+, Mg2+ e Sr2+) porque é uma água destilada. O método utilizado (Titulação Complexométrica) não é apropriado para esta água uma vez que o método deve ser aplicado em águas que contenham iões que provoquem a dureza, o que não é o caso porque a água é isenta de iões, pois é destilada. Por isso, é que o negro de eriocrómio T não mudou de cor.

Planeta Hídrico disse...

Situação 3
A diferença da concentração de oxigénio dissolvido entre a água do tanque e a da fonte deve-se ao facto de no tanque existem alguns microorganismos que consomem o oxigénio, logo vai haver menos oxigénio dissolvido, enquanto que na água da fonte, que tem um maior controlo, existe maior oxigénio devido à ausência de microrganismos.

Em relação aos cloretos a água do tanque apresenta uma maior concentraçao uma vez que águas paradas (tanque) apresentam maior concentração de cloretos em relação a águas para consumo humano (fonte).

Relativamente à dureza o seu teor é semelhante devido à proveniência das águas ser de uma zona calcária onde há a presença de iões Ca2+, Mg2+ e Sr2+.

Planeta Hídrico disse...

Situação 2
As águas do nosso concelho são águas duras, tem um baixo teor de cloretos, o pH varia entre 6 e 7 (águas ácidas).
O principal problema no concelho da Chamusca é o seguinte, Arsénio

ambiente disse...

joana e joão

Situação 2- Existem águas do tipo A1, A2 e A3 e superiores a A3. Actualmente no concelho da Chamusca existe problemas da qualidade da água.A freguesia da Parreira está a ser afectada pela contaminação da água subterrânea pelo elevado teor de arsénio, devido à intensa actividade agrícola.

ambiente disse...

joana e joão
Situãção 1- Isto verificou-se prque a água desumificada não contém iões determinantes da dureza, como por exemplo cálcio, magnésio e estrôncio,logo a água não sofreu nenhuma alteração.

ambiente disse...

joana e joão
Situãção 3-A água do tanque apresenta menor quantidade de cloretos e de oxigénio dissolvido.Esta água apresenta maior teor de matéria orgânica que consome o oxigénio dissolvido na água, assim a água do tenque tem menor oxigénio dissolvido que a água da fonte.Em relação aos cloretos a água da fonte um teor mais elevado porque é de origem natual.Isto também se verifica porque os cloretos se dissolvem na superficie do solo ou de formações mais profundas. Este explicação justifica haver mais cloretos na água da fonte que na água do tanque.Relativamente à dureza os resultados são semelhantes, pois as duas águas continham concentrações de iões cálcio, magnésio e estrôncio semelhantes.

Joana A. e Patrícia disse...

Joana A.

Situação 2

Os diversos tipos de água são classificados em: A1, A2, A3 e A>3.
Os problemas mais comuns da qualidade da água do concelho são, essencialmente, os metais, como o arsénio e o ferro, também são de referir os nitratos e fosfatos, estes devido à agricultura. Existem também alguns problemas com o pH mas isto acontece devido as características do solo do concelho.

Joana A. e Patrícia disse...

Joana A.

Situação 3

No que diz respeito à dureza das águas é normal que esta seja aproximada pois a água é proveniente da mesma região, logo, do mesmo tipo de solo.
A água da Patrícia tinha uma elevada taxa de poluentes, não só por ser uma água parada mas também por estar na presença de animais aquáticos (peixes), o que vai fazer com que a água tenha um maior número de microrganismos, assim como de cloretos, e também possui uma carência de oxigénio dissolvido muito maior. Ao contrário desta, a água do Rui, tendo a proveniência de uma fonte, apresenta uma baixa carência de oxigénio dissolvido assim como de concentração de cloretos. Isto acontece, pois a água do Rui, sendo de uma fonte, é provável que seja utilizada para abastecimento público, e por isso tenha de cumprir certos parâmetros definidos.

Digam lá outra vez...

Aventuras no Lab5

Química e Ambiente

Uma nova forma de ensinar Química e descobrir o Ambiente.
A ciência Química e as Tecnologias do Ambiente.

Imagens verdes - "cidadeverde.com"